top of page

Arquétipo de Hades - O Deus do Submundo

Atualizado: 13 de fev.


O Arquétipo de Hades, vem com frequências que nos permitem a enfrentar as nossas sombras e trazer a luz onde há trevas.


Saiba mais, ficando comigo até o final desse artigo sobre o Arquétipo de Hades o Deus do Submundo.







Inclusive o Arquétipo de Hades na mitologia grega, é o deus do mundo inferior e dos mortos. Equivalente ao deus romano Plutão, que significa o rico e que era também um dos seus epítetos gregos, seu nome era usado frequentemente para designar tanto o deus quanto o reino que governa, nos subterrâneos da Terra. Em outros mitos pode ser chamado Serápis (deus de obscura origem egípcia).


Mas por aqui quero aprofundar na mitologia grega. Ele é irmão de Zeus e Poseidon (em breve vlog de Poseidon) e ambos dividem o governo da terra. Filho de Cronos e Reia, inclusive participou da batalha dos Titãs ajudando Zeus a derrotar o trono do pai.


Entre os mitos do Arquétipo de Hades um dos mais conhecidos é o rapto de Perséfone. Os monarcas Hades e Perséfone não apenas governavam as almas dos mortos, mas tinham o papel de juízes da humanidade depois da vida.


Quando Perséfone ficava na terra junto à mãe Deméter, a terra germinava e dava seus frutos e quando ela ficava no submundo com Hades era inverno na terra, onde as plantações ficavam mais secas.




Frequências ao Ativar o Arquétipo de Hades


  • Intuição;

  • Solitude;

  • Justiça;

  • Razão;

  • Fidelidade;

  • Organização;

  • Consciência Lógica;

  • Riqueza;

  • Prosperidade;

  • Discrição;

  • Sabedoria;

  • Criatividade;


Características Principais do Arquétipo de Hades


Perceba que Hades era dono de um agudo senso de observação das forças naturais, era necessário um poderoso deus a governar o mundo subterrâneo. Lembrando, que ele era o deus invisível com uma força subterrânea que impulsionava o crescimento das plantas, desenvolvimento de minerais e a geração de frutos para manutenção da terra.


A ativação do Arquétipo de Hades pode levar as profundezas de sombras; com toda a certeza; podendo intensificar uma depressão, quando a pessoa aterrada nesse arquétipo não está disposta a trazer luz as sombras.


Quando algo é dito e a pessoa se incomoda é certo que tem uma sombra escondida debaixo do tapete e trazendo a luz muitas coisas que antes estavam paradas começam a prosperar.


Desmistificando a figura do Arquétipo de Hades, ele possui uma sabedoria e uma discrição que facilita nas articulações dos negócios, lembrando que o rapto de Perséfone foi autorizado por Zeus, nesse caso prosperar acaba sendo natural quando existe habilidade nas negociações.



Mais Sobre o Arquétipo de Hades


Perceba, que a esperança flui segundo os mistérios eleusinos; este sentido nasce no casamento de Hades com Perséfone, representando sua esposa a personificação de vida emergente e juventude.


A romã, fruto que fizera com que Perséfone ficasse presa ao submundo e em alguns mitos conhecida como a maçã do amor.


O uso desta fruta na simbologia é, em razão do grande número de sementes, como sinal de fertilidade; embora nos mitos não se encontra a descendência do casal.


Pessoas que aterram nesse arquétipo, tem grandes habilidades nos negócios e capacidade em prosperar uma vez que boa parte do tempo fica na solitude onde consegue trabalhar as sombras e ouvir a própria intuição.


Inclusive, essa intuição não é tão focada como uma intuição de Zeus mas é uma intuição mais racional o que te possibilita ir desenvolvendo.


Quando pontuo a racionalidade, é porque pessoas que são muitos racionais acabam pensando de mais antes de agir e as oportunidades pode passar desapercebida, perde-se muito tempo no planejamento quando na verdade deve-se ir negociar, assim como foi Hades quando se apaixonou por Perséfone, foi até Zeus e negociou mesmo sabendo das dificuldades no caminho quando Deméter descobrisse.


Perceba que aconteceu o rapto e em seguida Perséfone se apaixonou, no meu ponto de vista foi o casal sucesso naqueles tempos apesar de alguns obstáculos, o mito conta que o primeiro obstáculo foi quando teria se deixado enamorar pela ninfa do Cócito, Minta; perseguida pela rainha Core (Perséfone), foi transformada pelo deus em menta.


O segundo obstáculo e aparentemente o último teria sido o amor por uma oceânide.


Em fim, a fidelidade reinava no matrimonio e Perséfone nem tentou escapar. Lembre-se que de tempos em tempos ela subia a superfície para ficar com a mãe e retornava, oportunidade não faltava para planejar uma fuga.


Acredito, que Hermes é o mensageiro nesse tempo é uns dos mitos para estudar quando o assunto é Arquétipo de Hades e somando o cão de três cabeças é interessante buscar as informações.



Descendência de Hades o Deus do Submundo


Nos mitos Hades aparece como infértil, mas algumas passagens aleatórias atribuem-lhe paternidades esporádicas, sem contudo saber-se os detalhes, como é o caso de Zagreu (segundo Ésquilo, era o próprio Zeus do Submundo e assemelhado a Hades, Macária, as Erínias (eram originariamente em número indeterminado; em seguida consolidaram-se em três: Alecto, Tisífone e Megera) e Melinoe (ou Melina).


O mito apresenta que Hades saiu apenas duas vezes do submundo a primeira já aparece detalhada aqui, foi quando se apaixonou por Perséfone e a segunda vez foi para procurar Apolo a fim de curar um ferimento.


Perceba, Apolo como o deus da consciência e com a finalidade de trazer luz a um questão ou uma dor emocional.


Curtiu?


Comente aqui embaixo as suas experiências com os Arquétipos e Planejamento.

Agende Hoje a sua Sessão.


Forte abraço!

Patricia Lima



P.S. É Proibido o compartilhamento desse material sem os devidos créditos. Pode utilizar para inspirar-se e não para copiar.






























Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page