top of page

Arquétipo de Lilith

Atualizado: há 5 dias


Ao intensificar meus estudos sobre o Arquétipo de Lilith, eu identifiquei que em diversos momentos da minha vida; principalmente em relacionamentos; esse arquétipo me deu o impulso em seguir com dignidade e livre. No início procrastinei, afinal de contas uma criação cristã nos distancia da verdade desse arquétipo; entretanto não nos impede de constelar o Arquétipo de Lilith.


Saiba mais, nesse artigo completo sobre o Arquétipo de Lilith.







Como Ativar o Arquétipo de Lilith


A escolha da imagem e seus símbolos arquetípicos é a maneira mais simples para ativar o Arquétipo de Lilith, nesse caminho você acaba estudando os mitos e o gatilho da curiosidade faz você invocar o Arquétipo de Lilith durante a sua rotina.


Em todos os momentos que você está estudando e refletindo sobre a mitologia de Lilith é uma frequência a mais que você acessa. Por isso, é importante manter um diário ou bloco de notas com as suas revelações e experiências.


Preste atenção em seus sonhos, coloque decisão e intenção na sua ativação do Arquétipo de Lilith.



Quem é Lilith


Segundo registros, Lilith não nasceu e nem morreu, o que faz de Lilith um Arquétipo primordial.


Seus primeiros registros encontram-se na mitologia da antiga Suméria, onde seu nome significa “alento” ou o “sopro divino”. Descrita como um ser alado com cabelos longos semelhante à Querubins e por vezes com caninos ferozes, uma mulher emancipada e em fuga.

John Collier | 1892

A mitologia judaica em algum momento da história se apropria dessa mitologia da antiga Suméria, onde em textos bíblicos Lilith é citada como a primeira esposa de Adão.


Como referência na bíblia no livro de Isaías, no Talmud, Midrash e em registros do Exílio Babilônico. Inclusive, no Zohar e entre os mandeístas.


Sabe-se que muitos livros e bibliotecas já foram queimadas durante os registros históricos, nesse caso a conexão com o Arquétipo de Lilith vai te conectar com o verdadeiro mito.



Arquétipo de Lilith na Mitologia Judaico-Cristã


Na mitologia Judaico-Cristã, encontramos Lilith em “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” Gênesis 1.27 e também por aqui “Disse então o homem: "Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada" Gênesis 2:23


Entre vários relatos o contexto acaba sendo o mesmo, independente de ser apagada das escrituras bíblicas, Lilith foi criada ao mesmo tempo que Adão (Andrógeno) e da mesma forma; ou seja; com o sopro do Criador.


Com a energia feminina primordial onde não havia a possibilidade da domesticação. (Matriarcado)


Em seguida da costela de Adão nasce Eva, após Lilith não se submeter a Adão. (Patriarcado)


Inclusive, existe algumas contradições com relação à tradução e não podemos dizer que Gênesis 2 vem logo após de Gênesis 1 em questão de tempo, o que é perceptível que a partir de Gênesis 2:04 a narrativa é diferente do que foi descrito no Gênesis 1. Perceba que na primeira narrativa o homem é criado por último e na segunda narrativa o homem foi criado em primeiro lugar ;como o centro; e em seguida tudo foi criado para ele.


Segundo o mito, Lilith não aceitava as represálias e muito menos ficar por baixo de Adão em relações sexuais. Inclusive, em registros deixava claro que tinha o mesmo direito que Adão por ter sido criada diretamente pelo Criador.


Por vezes, o conflito estava gerado onde Lilith resolve sair do Paraíso, onde foi viver com anjos caídos e em outras versões ela foi expulsa.

Rafael | 1508


O Criador ao saber que ela saiu do paraíso, enviou três anjos (Sanvi, Sansavi e Samangelaf) que a encontraram no mar vermelho.


A imposição do retorno ao Paraíso imediatamente ou a maldição de perder 100 filhos por dia (súcubus e íncubos), o que gerou a superstição dos camponeses deixarem amuletos com a representação dos três anjos para proteger seus recém nascidos da visita de Lilith; os meninos por 8 dias que refere a data da circuncisão e as meninas 20 dias que equivalem com a mutilação feminina que acontece em algumas culturas; ela simplesmente não desejou viver no Paraíso e sim com os anjos caídos.


Homens adúlteros também eram visitados por Lilith, apesar de sair do Paraíso ela não aceitou o adultério de Adão que em seguida a substituiu por Eva.


Quando ela retornou ao Paraíso na simbologia da serpente, foi para mostrar o conhecimento para Adão e Eva.



Lado Luz do Arquétipo de Lilith


  • Grande Mãe

  • Justiça

  • Empoderamento

  • Autoconfiança

  • Sexualidade

  • Poder Feminino Primordial

  • Magnetismo Pessoal

  • Sedução

  • Fertilidade

  • Beleza

  • Merecimento

  • Sabedoria

  • Poder Mental

  • Irmandade

  • Liberdade


Outras Representações de Lilith


  • Inanna: deusa mesopotâmica da Guerra e Prazer Sexual;

  • Hécate: deusa grega da Lua Negra/Nova, a Rebeldia e Grande Mãe;

  • Perséfone: deusa do Submundo (donzela, mãe e anciã)

  • Kali: deusa do hinduísmo e do budismo tibetano que representa a Renovação e a Morte;




Símbolos Arquetípicos de Lilith


  • Serpente

  • Coruja

  • Lua Negra/Nova

  • Selvagem

  • Pés descalços



Qual a Influência de Lilith no Mapa Astral


O Arquétipo de Lilith influencia a nossa expressão de desejo, normalmente como Lilith está posicionada no nosso mapa astral, podemos identificar desejos reprimidos e trazer consciência de libertá-los.


Não é sobre o outro que nos aprisiona, é sobre os nossos desejos mais íntimos que com o tempo ficam esquecidos e empoeirados, Lilith nos potencializa em colocar luz nesses desejos independente de qual seja o preço a se pagar.


Ela saiu do Paraíso, ele recusou voltar ao paraíso e preferiu ficar com anjos caídos á passar uma vida sufocada, submissa a regras e padrões do outro.



A Simbologia da Lua


A simbologia da Lua está voltada para o nosso interno, em cada fase da Lua podemos vivenciar inícios, fortalecimentos e a morte de ciclos.


A Lua influencia as marés e o corpo humano tem uma porcentagem significante de água em sua maioria; ou seja; a cada ciclo da Lua as nossas emoções também afloram.


Um exercício simples é a mandala lunar, onde você pode acompanhar o seu ciclo menstrual com a Lua do céu. Inclusive, esses registros facilitam nas tomadas de decisões.


  • Donzela - Crescente

  • Mãe - Cheia

  • Anciã - Minguante

  • Feiticeira - Negra/Nova



A Donzela, é Perséfone na fase onde ela está colhendo os narcisos e é raptada pelo deus Hades e levada ao submundo (virgem e inocente) ou o início de um projeto. A Lua Crescente vem com a energia do novo, do começo e do fôlego de crescer.


  • Pensamentos

  • Reflexões

  • Decisões

  • Cristal Turmalina Negra, Pirita ou Olho de Tigre


A Mãe é a fase onde ela come o narciso e acaba se transformando na Rainha do Submundo, esposa do deus Hades, onde ela está com toda a energia da Lua Cheia onde vai nutrir toda a terra e seus minerais. A nutrição da Mãe é o que faz as raízes virem fortes e onde muitas ervas daninhas precisam ser arrancadas.


  • Regar

  • Cuidado

  • Fortalecer

  • Destino

  • Cristal Pedra da Lua, Granada e Quartzo Rosa


A Anciã, é a sabedoria da caminhada, onde Perséfone retorna a Terra ao encontro de Deméter. A Lua Minguante, remove o que não serve mais com sabedoria e acaba sendo uma fase mais introspectiva do nosso ciclo. O colo da Mãe, a sabedoria ancestral e o fim de um ciclo.


  • Purificação e Limpeza

  • Encerramento de Ciclos

  • Desapego

  • Introspecção

  • Cristal Quartzo Azul ou Selenita Branca


A Feiticeira é o retorno de Perséfone como a Rainha do Submundo. Agora, ela está mais forte, cheia de sabedoria e de energia para começar um novo ciclo. A Lua Nova é a fase em que a Lua encontra-se na sombra. Fica difícil de visualizá-la.


  • Começo

  • Novidade

  • Planejamento

  • Cristal Pirita e Turmalina Rosa



Lado Sombra do Arquétipo de Lilith


  • Vingança

  • Promiscuidade

  • Pornografia

  • Libertinagem

  • Solidão

  • Autoritarismo



Arquétipo de Lilith e o Feminicídio


Após estudar sobre o Arquétipo de Lilith, você encontra várias respostas para onde caminha a nossa sociedade.


Um Criador Masculino, que ao menos escuta o que a Lilith quer expressar e se ela não retorna ao Paraíso ela será amaldiçoada pelo próprio Criador. Um parceiro (Patriarcado) que ao se sentir ameaçado pelos instintos de Lilith, resolve sufocá-la a ponto de a mesma desistir de viver em paz no Paraíso.


As energias precisam trabalhar em harmonia para não acontecer “o caos”, quando seguimos em uma linha linear de crescimento esquecemos que existe um caminho do meio onde ambas as partes podem crescer e prosperar juntos.


Quando Lilith não aceita ficar embaixo de Adão nas relações sexuais, entenda que não é somente sobre sexo e sim sobre decisões, propósitos e comunhão. Podemos sair do cenário de relacionamentos e estudar o Arquétipo de Lilith nos negócios, na materialização de sonhos e na saúde.


Vou te contar uma história que aconteceu comigo, há vinte anos eu tomei a decisão de ser vegetariana e eu me recordo de entrar em um relacionamento onde com o passar do tempo ele ficava irritado de eu não comer a carne. Eu era mais nova e algumas vezes eu aceitava comer só para não ter discussões, o que me gerava um desconforto interno absurdo, até que eu despertei e entendi que não foi só a carne.


Hoje com o nível de consciência que eu me encontro percebo que foi um relacionamento abusivo, onde minhas asas foram cortadas aos poucos e a carne foi o meu despertar. Quando eu percebi que estava anulada de tudo, o que gerou um traição silenciosa da parte dele.


Com a graça e sabedoria do Todo (Centelha Divina), eu consegui sair desse relacionamento em paz e sem agressões.


Porque eu compartilho essa minha experiência, às vezes você está sendo podada aos poucos e nem percebe é onde o Arquétipo de Lilith opera. Ninguém precisa esperar uma agressão para sair de um relacionamento abusivo é só seguir os sinais.


Vou compartilhar um infográfico do Anuário de Segurança Pública e oriento você a pesquisar sobre e buscar ajuda. A Terra não está largada, existe um dono e leis que governam o Universo, pode confiar que nada está passando despercebido pelo olho que tudo vê.



Anuário de Segurança Pública

Por isso é importante não somente ativar o Arquétipo de Lilith e sim vivenciar o movimento desse arquétipo que vai impulsionar a criatividade, dons espirituais e a liberdade.


Lilith não deu a segunda chance para Adão, antes da união foi conversado e analisado as possibilidades sem um acordo. Ela decidiu sair do Paraíso; zona de conforto, segurança, família, amigos, casa, status social; para viver com liberdade de expressão com anjos caídos.


Quando ela retorna para amaldiçoar a humanidade por vingança é porque primeiro ela foi amaldiçoada pelo próprio Criador (Patriarcado), que a princípio não ouviu os dois lados e ficou do lado de Adão. O Criador nesse mito, não foi imparcial e sim patriarcal.


Não sou feminista, na verdade fui educada dentro do patriarcado e para ser uma Eva. Sabe que eu admiro “as Evas”, em sua maioria tem aquele quintal verde, um marido bem sucedido e filhos crescendo na mais perfeita paz.


Na minha jornada inconsciente eu me lançava fora da matrix ao não perdoar uma traição, não admitir desvios de caráter e poder escolher o que eu iria comer. Eu me perdi às vezes sendo menopausada pelo anticoncepcional e padrões de beleza.


Picotava todo o meu cabelo, engordava e tampava todo o meu corpo para não ser objeto de tentação aos outros. A dualidade entre momentos Apolo versus dias de Dionísio, na busca pelo sagrado, passei pelo profano.


A dualidade existe somente na nossa dimensão e conhecer o caminho do meio é uma das chaves para um despertar.


No final do dia, era eu contra eu mesma gritando por uma luz no final desse túnel. Hoje eu sei que foi Lilith. Ela vem com várias facetas e em diversos formatos, a donzela, a anciã e a feiticeira.


Uma mulher Empoderada não é linear e sim cíclica, podendo ser quem ela quiser desde que não ultrapasse os limites do próximo.


Para finalizar, depois de estudar sobre o Arquétipo de Lilith na minha visão, os anjos caídos continuam sendo negativos. A minha pergunta é: - Será que esse Paraíso existiu? Qual a definição de Paraíso? Lilith é uma deusa ou um demônio?


Curtiu?

Comente aqui embaixo as suas experiências com os Arquétipos e Planejamento.

Agende Hoje a sua Sessão.


Até Logo!

Patricia Lima

Facilitadora de Arquétipos e Planejamento


P.S. É Proibido o compartilhamento desse material sem os devidos créditos. Pode utilizar para inspirar-se e não para copiar.







Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page