top of page

Arquétipo das Moiras - Senhoras do Destino

Atualizado: 13 de mai.


As Moiras são arquétipos primordiais, que não obedecem aos deuses ou deusas, pois elas representam os ritmos e as marés das energias cósmicas e telúricas, o Arquétipo das Moiras veio aparecer no início dos tempos e permanecendo eternamente.


Saiba mais, ficando comigo até o final desse artigo sobre o Destino Arquétipo das Moiras.









O Arquétipo das Moiras inicialmente eram conhecidas como uma dupla, a regente do nascimento e a outra regente da morte mas depois apareceram como Klothes, as Fiandeiras, em número de três ou nove, reunindo em si o antigo significado da palavra Moira.


Segundo Homero Moira significa ser forte, difícil de suportar e destruidora.


Elas são Parcas ou Fata (plural, de Fatum, a vontade divina) romanas, as Rodjenitse eslavas ou as Nornes nórdicas.


Descritas como filhas de Nyx (a Noite) e Kronos (o tempo), de Gaia e Oceano ou Júpiter e Têmis nos mitos olímpicos mais recentes, a sua origem mais arcaica as retratava como filhas de Ananke (a necessidade) e do destino, irmãs das Horas, Erinias (as Fúrias), Tanatos (morte), Hipnos (sono) e de Nêmesis, a vingança.


O nome delas simbolizava “parte, porção, aspecto” e o seu número correspondia às três fases da Lua, tendo sido descritas por Orfeu como as “Moiras de vestes brancas”.


O poder das Moiras era anterior ao domínio de Zeus e aos arquétipos das divindades olímpicas, por isso que colocamos esse arquétipo como energias primordiais.



Quando o Arquétipo das Moiram Apareciam


Apareciam na sétima noite de nascimento de uma criança, decretavam o mapa da sua vida, fiavam o seu destino e direcionavam as consequências das suas ações de acordo com as escolhas.


O seu mito deu origem ao costume grego de esperar sete dias para aceitar o recém chegado na família, dando-lhe um nome e fazendo sua consagração na frente a fogueira.


Quando você entende esse mito, começa a prestar mais atenção em seus sonhos. O seu subconsciente tem as respostas e vai fazer de tudo para você encontrar as chaves. Por isso, existe uma série de entretenimento para te levar a não pensar e viver no piloto automático.



Arquétipo das Moiras no Tarot


Perceba a carta Roda da Fortuna, o seu simbolismo nos remete ao Arquétipo das Moiras.


Entender o Destino. Tudo no Universo tem os seus pares opostos.


Quando as coisas começam a se repetir na vida é algo a se aprender.


Lição repetida é lição não aprendida e é nesse ponto que entra as Moiras.



Sobre o Destino x Arquétipo das Moiras


Cloto, “a fiandeira”, segurava o fuso com qual fiava o destino dos seres humanos. Era representada como uma mulher madura, vestida com uma roupa colorida e usando uma coroa de sete estrelas.

Na mitologia romana era Nona, invocada antigamente no nono mês de gravidez e que aparecia segurando um pergaminho em suas mãos.


Láquesis, a que tirava a sorte, media o tamanho do fio destinado a cada ser humano. Suas vestes eram salpicadas de estrelas e às vezes segurava um bastão . Na mitologia romana era Décima.


Atropos, “a inflexível”, escolhia a maneira da morte quando o prazo de vida findava e era ela que cortava impiedosamente o fio da existência de cada ser. Era a mais idosa, vestida com roupas pretas e um relógio solar. Na mitologia romana era Morta.


Quando você não entende o seu sonho não fique preocupada, a situação acaba vindo para o mundo material.


Mas você vai aprender.



Sobre a Sincronicidade do Arquétipo das Moiras


Você precisa morrer e renascer novamente, aprender a lição e seguir na evolução.


Destino é o que você não desenvolve. Enfrenta!


Curtiu?


Comente aqui embaixo as suas experiências com os Arquétipos e Planejamento.

Agende Hoje a sua Sessão.


Forte abraço!

Patricia Lima Coach



P.S. É Proibido o compartilhamento desse material sem os devidos créditos. Pode utilizar para inspirar-se e não para copiar.








Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page